CPI da Petrobras: Cacá Leão diz que sabe separar pai do homem público citado na Lava Jato

segunda-feira, 9 de março de 2015

Cacá  concede entrevista ao Repórter Binho Locutor / Redação: Bahia Notícias
O deputado federal baiano Cacá Leão (PP), membro da CPI da Petrobras, afirmou que a presença do seu pai, o vice-governador da Bahia João Leão (PP), na lista de políticos a serem investigados na Operação Lava Jato não irá interferir no seu trabalho. “Não vai interferir em nada. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, pelo contrário, apenas faz com a vontade de investigar a verdade aumente”, disse o progressista em entrevista ao Bahia Notícias nesta segunda-feira (9). Cacá foi categórico quando questionado se essa “vontade” acabaria tornando sua análise na CPI tendenciosa. “De jeito nenhum. Sei bem separar isso. Aprendi na minha vida a separar o João Leão meu pai do homem público”, disse o deputado, que lembrou que as acusações não são concretas. Já sobre a “cagada” do pai,Leão fez coro ao governador Rui Costa (PT). “Foi uma declaração de quem estava indignado. Ele ficou indignado e se exaltou, como todo mundo tem direito. Muitos dos que estão ficando criticando já se exaltaram e agora vem querer dar de bom moço”, afirmou o parlamentar, sem especificar quem seriam os “muitos”. Cacá também disse que, apesar do clima tenso na abertura da CPI da Petrobras,agora as coisas se acalmaram. “Temos que salvar a maior empresa do país”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 

Copyright © Site Binho Locutor 2016.