Saúde: Primeira droga contra obesidade aprovada no país chega ao mercado no 2º semestre

terça-feira, 1 de março de 2016

Foto / Divulgação / BN
O tratamento de obesidade ganhou um novo aliado nesta segunda-feira (29). A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o Saxenda, primeira droga contra a doença no país, desde 1998. O medicamento tem o mesmo princípio ativo do Victoza, aprovado no país em 2010 para controle da diabetes tipo 2, cujo efeito colateral era a redução de peso. O Saxenda deve chegar ao mercado no segundo semestre deste ano, a custar pelo menos R$ 400.
De acordo com a Folha, o princípio do Victoza, a liraglutida, foi estudada especificamente para a obesidade e aprovada com este fim nos Estados Unidos, no Canadá e na Europa. A diferença é a dose maior. "Já havia pistas de que a liraglutida poderia ser eficaz na perda de peso, mas não sabíamos com se comportaria em não diabéticos", disse João Eduardo Salles, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia.
O uso do Saxenda é indicado para adultos com Índice de Massa Corporal (IMC) de 30 ou mais, equivalente à obesidade, ou 27 ou mais, referente ao sobrepeso. A condição de uso é que haja pelo menos uma outra doença associada ao peso. "Não é para tratar uma pessoa que quer perder uns quilinhos para o verão. O uso da droga tem que ter indicação médica", acrescenta Bruno Halpern, coordenador do Centro de Controle de Peso do Hospital 9 de Julho.
Por meio de nota, a Anvisa informou que o Saxenda foi aprovado para controle crônico de peso "em associação a uma dieta baixa em calorias e aumento de exercício físico", de modo que "a segurança do produto continuarpa sendo monitoroada com estudos pós-comercialização". O acompanhamento médico também é indicado, por causa dos possíveis efeitos colaterais, como distúrbios gastrointestinais, ligados à vesícula biliar e a pancreatite. (Nota do BN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 

Copyright © Site Binho Locutor 2016.