Executivo revela pagamentos em dinheiro e investimentos milionários de Geddel e Lúcio

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

O executivo da construtora Cosbat, Luiz Fernando Machado Costa Filho, revelou, à Polícia Federal, ter recebido valores em dinheiro vivo no apartamento de Marluce Vieira Lima, mãe do ex-ministro Geddel (PMDB-BA) e do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). O empresário ainda contou aos investigadores que os peemedebistas investiram milhões em edifícios em Salvador. Um dos prédios é o ‘La Vue’, pivô de escândalo que culminou com a saída de Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) do governo Temer. As informações constam de relatório apresentado ontem que associa os peemedebistas aos crimes de associação criminosa e lavagem de dinheiro. O empresário foi mencionado pelo assessor Job Ribeiro Brandão, que tem feito tratativas por um acordo de delação premiada. O homem de confiança da família dos peemedebistas alega ter destruído documentos referentes à Cosbat a pedido de Geddel à época em que o ex-ministro estava em regime domiciliar, já alvo de investigações. Citado por Job, Luiz Fernando Machado compareceu à Polícia Federal e revelou que ‘ia ao apartamento de Dona Marluce para coletar valores em espécie’, mas negou envolvimento com o imóvel ainda foram achados os R$ 51 milhões atribuídos a Geddel e Lúcio. O ex-assessor afirma que ‘recorda de ter entregue cerca de R$ 1,4 milhões de reais em dinheiro para o Riviera Ipiranga e valor igual para o Costa Espanha, e mais o La Vue que foram entregues quase R$ 2 milhões, além do Mansão Grazia, que foi o mais caro, no que se recorda, no valor de R$ 3 milhões de reais em espécie’. Segundo Machado, que diz ter negócios com os peemedebistas, Geddel investia no mercado imobiliário por meio da empresa M&A, que tem participação nos empreendimentos Riviera Ipiranga, Solar Morro Ipiranga, Costa Espanha – estes já entregues – La Vue, Mansão Grazia – em execução – e Garibaldi Tower – em formatação. Machado ainda narra que ‘a empresa Vespasiano, de Lúcio Vieira Lima, investiu entre R$ 1 milhão R$ 1,5 milhão e a empresa M&A Empreendimentos e Participações, por sua vez, investiu cerca de R$ 10 milhões.
Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 

Copyright © Site Binho Locutor 2016.