Reforma trabalhista: Muniz votou a favor; Lídice e Otto votaram contra

Foto: Agência Senado / 
A votação da reforma trabalhista não foi unânime entre os senadores baianos. Aprovado na noite desta terça-feira (11) por 50 congressistas – com 26 contrários e uma abstenção – o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/2017 recebeu o voto favorável de Roberto Muniz (PP), que ocupa o cargo como suplente na vaga de Walter Pinheiro (sem partido), que assumiu a Secretaria da Educação do Estado (SEC). Como titular, Pinheiro poderia, caso desejasse, retornar à Casa para participar da votação. Os votos de Lídice da Mata (PSB) e Otto Alencar (PSD) foram contrários ao projeto. (Nota do BN)

Comentários

Mais lidas

Itaquara: Jardim do Cinquentenário é requalificado pela Prefeitura

Grávidas ficam mais sensíveis a ameaças que se aproximam da barriga no fim da gestação

Wagner questiona se Moro vê sensacionalismo em divulgação de grampo de Dilma e Lula