Vereadores de Jequié chamaram os promotores do MP de covardes e gera crise entre as instituições

Os Promotores do Ministério Público, em Jequié, reagiram aos ataques promovidos por vereadores que usaram a tribuna da Câmara de Vereadores esta semana para chamar o MP de covarde. Os vereadores alegaram que as denúncias feitas contra o atual Prefeito Sérgio da Gameleira e os das gestões passadas estão sendo arquivados e não se vê punições para tantos atos de corrupção na cidade. O Vereador Soldado Gilvan foi um dos que fez duros ataques aos promotores dizendo que “alguns deles cometem prevaricação e que não tem medo de promotor nenhum”. “Um absurdo o que vem acontecendo em Jequié. O prefeito não presta contas no TCM e o promotor teve a coragem de mandar para essa casa (Câmara) o arquivamento de uma denúncia contra o Prefeito Sérgio. Um absurdo, tome postura de promotor,” disse Gilvan sem citar nomes. O Presidente da Câmara, Vereador Tinho, também partiu para o ataque. Ele disse que o MP tem encaminhado leis para a Câmara de Vereadores, por exemplo, a lei da Embasa. “Por que o Ministério Público se calou e não moveu ação contra a Embasa? O que está acontecendo? É medo? Isso é omissão e o os promotores estão arquivando as denúncias da gestão passada, como por exemplo, a denúncia das quentinhas do restaurante popular, denúncia da contratação da empresa de lixo, mas o MP é covarde e arquiva tudo. Seus covardes!” disse em tom de fúria o Presidente Emanuel Campos. Tinho disse ainda que está havendo “uma perseguição”, se referindo aos vereadores.  (Nota do Blog Junior Mascote)

Comentários

Mais lidas

Itaquara: Jardim do Cinquentenário é requalificado pela Prefeitura

Grávidas ficam mais sensíveis a ameaças que se aproximam da barriga no fim da gestação

Wagner questiona se Moro vê sensacionalismo em divulgação de grampo de Dilma e Lula